Segurança do Trabalho

O que é Insalubridade – Como interpretar a NR 15 Atividades e Operações Insalubres

O que é Insalubridade – Como interpretar a NR 15 Atividades e Operações Insalubres

6 minutos Olá, se você está começando sua carreira como profissional de Segurança do Trabalho, muito provavelmente tem algumas dúvidas do que é de fato a insalubridade, e sua diferença para a periculosidade.  Porém, mais do que simplesmente falar sobre o óbvio deste assunto, vou lhe dar diretrizes claras de como interpretar a NR 15 – Operações e Atividades Insalubres, e seus anexos. Onde surgiu a Insalubridade A CF – Constituição Federal, de 1988, em seu artigo 7º, XXIII, descreve que: “ Art. 7º Continue lendo

Como fazer um mapa de riscos

Como fazer um mapa de riscos

5 minutos No ultimo post, dei informações sobre o mapa de riscos: o que é e em quais legislações este se baseia, hoje, vou ensinar você como fazer um mapa de riscos passo a passo. Conforme vimos, as orientações da portaria 25 de 29/12/1994 são apenas sugestivas, com isso, existe uma importância grande na aplicação das recomendações que serão dadas neste item, uma vez que elas objetivam enriquecer a qualidade do mapa de riscos para que a identificação dos agentes ambientais seja facilitada, com Continue lendo

O que é mapa de riscos

O que é mapa de riscos

menos de 1 minuto O tema de hoje é Mapa de Riscos. Uma ferramenta pouco valorizada, porém, muito importante para impedir com que haja acidentes de trabalho no ambiente laboral. Mapa de riscos brasileiro O mapa de riscos brasileiro é baseado em um modelo criado na Itália, na década de 1960. Os trabalhadores desenvolveram um método de levantamento de riscos que independia da participação dos empregadores.  O fato de eles estarem expostos aos agentes, tornava-os extremamente capacitados para a identificação dos riscos existentes, e Continue lendo

O que é NTEP – Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário

O que é NTEP – Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário

menos de 1 minuto O NTEP – Nexo técnico Epidemiológico Previdenciário, como o próprio nome já diz, serve como um link entre uma lesão ou agravamento desta e a atividade desenvolvida pelo trabalhador. Funciona assim: Há o cruzamento das informações do Código da Classificação Internacional das Doenças – CID-10 e do código da Classificação Nacional de Atividade Econômica – CNAE.   A lei responsável por instituir o NTEP foi a número 11.430 de 26 de Dezembro de 2006. Anteriormente à entrada em vigor do Continue lendo

PPP – Os 4 erros mais comuns ao se preencher este documento

PPP – Os 4 erros mais comuns ao se preencher este documento

5 minutos Olá leitor! O assunto de hoje é PPP –Perfil Profissiográfico Previdenciário, e mais precisamente os 4 erros mais comuns que ocorrem enquanto no preenchimento deste documento. O PPP é um formulário instituído pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que possui campos a serem preenchidos com todas as informações relativas ao empregado de uma empresa, como por exemplo, a atividade que exerce, o agente nocivo ao qual está exposto, a intensidade e a concentração do agente, quais foram os exames médicos clínicos Continue lendo

Modelo ABC: Porquê pessoas inteligentes sofrem acidentes

Modelo ABC: Porquê pessoas inteligentes sofrem acidentes

menos de 1 minuto Muitas vezes nos perguntamos porque pessoas inteligentes e experientes, que conhecem procedimentos e métodos de trabalho seguro, que são treinadas para realizar suas atividades sofrem acidentes de quaisquer tipos, incluindo aí os acidentes de trabalho.   Em geral, quando acidentes ocorrem, e a investigação é realizada, o primeiro pensamento que nos vem à cabeça é “como essa pessoa pode sofrer esse tipo de acidente? Qualquer um em sã consciência saberia que isto poderia acontecer“. No entanto na maior parte das vezes, Continue lendo

6 Passos para realizar uma investigação de acidente de trabalho

6 Passos para realizar uma investigação de acidente de trabalho

menos de 1 minuto Existem implicações diversas quanto às consequências que este evento pode trazer à companhia, que vão desde perda de prestígio desta no mercado onde está inserida, até perdas financeiras decorrentes de um possível aumento do FAP e dos custos relacionados ao tratamento do funcionário acidentado, isto sem falar do dano humano, que não tem preço. Para evitar com que haja recorrência de um acidente de trabalho, é necessário com que seja realizado uma investigação extremamente efetiva, que deve ter como foco Continue lendo

6 Passos para elaborar uma APR – Análise Preliminar de Risco- que funciona!

6 Passos para elaborar uma APR – Análise Preliminar de Risco- que funciona!

menos de 1 minuto Todo profissional de segurança do trabalho acha que sabe como fazer uma APR – Análise Preliminar de Risco. De fato é um dos conhecimentos básicos que se espera que um membro do SESMT tenha. Mas você sabe mesmo elaborar uma APR? Em meus anos como Engenheiro de Segurança do Trabalho, já vi várias APRs: umas excelentes, outras ruins, algumas incompletas, outras copiadas, enfim, de todos os tipos. Mas é fato que poucas vezes encontrei uma APR completa e que funcionasse Continue lendo