Coronavírus – Quais são as medidas de controle para este perigo?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Coronavírus

O Coronavírus é o primeiro grande evento negativo relacionado à saúde que esta ocorrendo no mundo em 2020. Se você notar bem, pode observar que com uma certa frequência, temos um evento extremamente negativo ocorrendo: gripe suína (influenza) em 2009, ebola em 2014, Zica em 2016, dengue desde sempre e agora o Coronavírus.

Hoje há uma grande histeria, com todos os canais de comunicação falando somente sobre isso, o que dá a impressão de estarmos enfrentando um perigo com difícil controle. Mas talvez não seja bem assim.

O vírus da gripe é responsável por, em média, 1,5 mortes por dia no Brasil. Sendo que a maior parte destas é causada pelo subtipo H1N1. No mundo, a OMS – Organização Mundial da Saúde estima que até 650 mil pessoas morrem anualmente no mundo devido a doenças causadas por vírus de gripe.

Até a data de hoje (26/02), o Coronavírus foi responsável por quase 3 mil mortes no mundo todo. Número infinitamente menor que a quantidade de óbitos causados pelo vírus da gripe convencional. A título de comparação, acidente de trabalho mata 1 pessoa a cada três horas e quarenta minutos no Brasil.

Outro ponto a se observar é que ainda não se sabe como este vírus vai se comportar em um ambiente de clima tropical, em pleno verão.

Quais são os tipos de industrias que possuem riscos mais elevados ao Coronavírus?

O risco de exposição pode ser elevado para alguns trabalhadores que interagem com viajantes potencialmente infectados do exterior. Aqueles obviamente em risco elevado, de acordo com a OSHA e com o Ministério da Saúde, são trabalhadores envolvidos em:

  • Assistência médica (e assistência à morte)
  • Laboratórios
  • Operações aéreas
  • Protecção das fronteiras
  • Gerenciamento de resíduos sólidos e águas residuais
  • Viajem para áreas, incluindo partes da China, onde o vírus está se espalhando
  • Exposição a suspeitos de infecção

O que é o Coronavírus e como ele se espalha

Ainda pouco se sabe muito sobre o Coronavírus, identificado pela primeira vez em Wuhan, China, e sua transmissão. Geralmente, os Coronavírus são transmitidos de pessoa para pessoa entre contatos próximos (em um metro e meio).

Especialistas acreditam que a transmissão geralmente é transmitida pelo ar através de gotículas respiratórias (de uma pessoa infectada, tossindo ou espirrando).

Outros podem inalá-los. Ainda não está claro se o simples toque em superfícies, objetos ou pessoas contaminadas pode espalhar o vírus.

Quais são os sintomas do Coronavírus?

Há um período de latência. Os sintomas aparecem 2-14 dias após a exposição. Como com tantas outras condições, elas incluem febre, tosse e falta de ar.

Os resultados variam em gravidade, desde nenhum sintoma até a morte. Não há tratamento específico para o vírus. Em vez disso, os pacientes recebem tratamento para seus sintomas.

Se temos trabalhadores em risco elevado, o que devemos fazer?

View this post on Instagram

👉 É muito comum encontrarmos pessoas utilizando máscaras de proteção devido ao medo de contaminação pelo coronavirus. ⠀ .⠀ 👉Mas ainda existem muitas desinformações a respeito da necessidade do uso da máscara, assim como qual o tipo correto e quem de fato necessita utilizar.⠀ .⠀ 🤜 Então vamos resumir alguns aspectos:⠀ .⠀ 🔥 O uso recomendado da máscara é apenas para pessoas com suspeita de infecção pelo vírus e por profissionais de saúde;⠀ .⠀ 🔥 Os tipos de máscaras, segundo a OMS devem ser: Cirúrgica ou N95/PFF2.⠀ .⠀ 🔥 A máscara cirúrgica filtra partículas em apenas um sentido, retendo o que é emitido por quem a utiliza, e é mais utilizada para evitar a propagação de gripes e resfriados;⠀ .⠀ 🔥 A máscara N95 ou PFF2 é capaz de garantir proteção em dois sentidos, porque tem um filtro de ar que bloqueia pelo menos 95% das partículas em suspensão e ajuda na proteção contra doenças por transmissão aérea;⠀ .⠀ 🔥 A máscara N95 ou PFF2 é recomendado especialmente para profissionais que lidam com pessoas infectadas;⠀ .⠀ 🔥 As máscaras cirurgicas devem ser utilizadas por pessoas com sintomas;⠀ .⠀ 🔥Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), pessoas que não apresentam sintomas da doença ou que não tiveram contato com infectados só devem usar máscara se forem atender alguém com suspeita de contaminação pelo coronavírus.⠀ .⠀ 🔥 Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, a utilização das máscaras somente é eficaz se combinado com lavagem frequente das mãos com água e sabão durante 20 segundos ou a desinfecção com álcool gel.⠀ .⠀ #coronavirus #prevencaocoronavirus #descomplicasms #engenhariadeseguranca #engenheirodeseguranca #tst #saudeocupacional #saude #mascara #mascaradeprotecao #ssma #sms #mascaracirurgica #pff2 #n95

A post shared by Jordan Moreira, MBA, QSSMA (@descomplicasms) on

Todos os empregadores devem avaliar os riscos enfrentados por sua força de trabalho, avaliar o risco de exposição e implementar controles para minimizar e conter as exposições.

Existem informações que foram divulgadas pelos órgãos governamentais, como Ministério da Saúde e a própria OMS, para o público e aos empregadores para melhor proteger indivíduos e trabalhadores da exposição ao Coronavírus e sobre as melhores práticas para diminuir a transmissão.

Aqui estão alguns passos que você, como profissional de SMS pode seguir:

1. Identifique trabalhadores com alto risco de exposição.

Se houver trabalhadores envolvidos em setores, atividades e locais impactados, identifique quais partes da sua força de trabalho estão em risco e implemente os controles apropriados.

2. Forneça treinamento e informação.

Como em qualquer risco potencial, uma força de trabalho informada e treinada poderá prevenir ferimentos e doenças. Isto é especialmente verdade no caso de um vírus que se espalha através do contato pessoa a pessoa.

Ajude os funcionários da empresa a entenderem o que é o Coronavírus, como ele se espalha, quais são seus níveis de risco e como impedir a transmissão e a exposição. Isto pode ser feito através de DDSs ou reuniões de segurança.

Implemente sinalização com informações educacionais aos funcionários, especialmente aqueles indivíduos e locais com maior risco. Lembre os colaboradores a:

  • Evitar a exposição a indivíduos infectados. Para estar seguro, evite contato próximo com pessoas doentes. (Raio de 1,5 metros)
  • Evite viajar para áreas onde o vírus está se espalhando, principalmente a China, Itália e Alemanha.
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
  • Lave as mãos frequentemente por 20 segundos usando água e sabão ou desinfetante.
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Fique em casa quando estiver doente. Monitore febre, tosse e falta de ar. Procure atendimento médico imediatamente se você tiver sido exposto.
  • Cubra sua tosse ou espirre com tecido e descarte-o adequadamente.
  • Limpe e desinfete objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Desenvolva ou atualize um plano de resposta a surtos de doenças infecciosas (consulte o site do CDC), que detalha como você lida com trabalhadores expostos, trabalhadores infectados e locais de trabalho contaminados.

A não ser que você trabalhe em uma área de alto risco, como alfandega de aeroporto, não há necessidade ainda, do uso de mascaras.

Como lavar suas mãos

Existe uma forma correta de realizar a higienização das suas mãos. A não aplicação do passo a passo a baixo, pode acarretar em um processo incompleto, mantendo você exposto ao vírus.

Coronavírus

Ainda não se sabe o potencial do coronavirus. O governo dos Estados Unidos anunciou que irá, dentro de até 45 dias, começar os testes de uma vacina experiemental em humanos.

Até lá, prevenir é a melhor forma de impedir com que o coronavirus se espalhe em seu local de trabalho.

Se você gostou deste artigo, se inscreva na nossa newsletter para receber os artigos do DescomplicaSMS em seu e-mail em primeira mão!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.